logo-mini

Você conhece o Branded Áudio?

Explorando tendências em 2019

Compartilhe

Em nosso post anterior, falamos sobre a pesquisa anual realizada pela J. Walter Thompson (JWT), agência de publicidade multinacional.

 No relatório preparado por eles, chamado de The Future 100, constam as principais tendências de cultura, sociedade e mercado para o próximo ano.

 Hoje, iremos falar mais detalhadamente de uma das tendências que achamos mais interessante na área de Marcas & Marketing.

  Trata-se do Branded Áudio, cuja relevância para construção de marcas só cresce.


 Cada vez mais as empresas buscam artifícios sensoriais para envolver seus consumidores, e apostam em músicas e criações sonoras próprias para proporcionar experiências únicas.

 Não é de hoje que existe uma preocupação com identidade sonora das marcas, mas apenas agora um número maior de empresas está começando a criar mais consistência em seu trabalho, e é aí que entrou o Branded Audio.

 Ele se trata de utilizar artifícios sonoros com o intuito de transmitir aos consumidores a essência do produto em questão, bem como os valores das companhias.

 Todo esse crescimento se deve ao fato de a comunicação sensorial estar ganhando uma maior relevância na relação das marcas com seus públicos. Além de criarem fragrâncias próprias, diversas organizações têm buscado alinhar as produções sonoras que executam em seu próprio ponto de venda, comerciais e até mesmo sites, tudo para reforçar os conceitos que estão defendendo. Com o objetivo de proporcionar uma experiência única em todos os pontos de contato com clientes, a procura das organizações por especialistas da área tem aumentado.

 Outro ponto importante é realizar a escolha das músicas de forma que estejam alinhadas com a sua marca. Para isso, o trabalho das agências que lidam com Branded Audio consiste em criar uma programação musical unificada e que leve em conta diversos fatores, como os dias da semana, o público e até o horário.

 Ao definir playlists para seus eventos, lojas e sites, as empresas trabalham com Music Branding, termo que define uma parte do conceito de áudio e Branded Sound.

 O Music Branding é sobre escolher as músicas levando em consideração os conceitos da marca, enquanto que o Branded Sound é a criação original da identidade sonora da marca. Para isso, é necessário conhecê-la a fundo, pesquisar sua voz e aplicar a música criada em todos os pontos sonoros de contato possíveis.

 O Branded Sound oferece várias possibilidades, como por exemplo, criar uma logo sonora, que pode ser aplicada em diversos momentos e formas de comunicação, resumindo e expressando a identidade da marca de forma rápida e eficaz.

 É importante ressaltar a diferença do Branded Sound para o chamado “jingle”, que tem como objetivo vender um produto em específico. No caso do primeiro, é criada uma música para a vida da marca, abrangendo uma produção muito cautelosa.

 Ainda existem muitas dúvidas sobre esse assunto, inclusive por parte dos profissionais de Marketing, e ainda assim, o mercado está começando a compreender com mais clareza e procurar mais conteúdos sonoros que agreguem valor à comunicação com o público de seu interesse.