logo-mini

Na Era da Assistência, o crescimento começa antecipando o que as pessoas querem!

Compartilhe

Analisando o cenário atual, fica claro que o mobile foi um verdadeiro divisor de águas que obrigou tanto os marketeiros quanto os consumidores a mudar.

O poder de decisão dos consumidores se tornou maior do que nunca, disponível para que eles o usem quando bem entenderem.

Esperar já é coisa do passado, já que podemos simplesmente consultar nossos smartphones a qualquer momento quando desejamos realizar uma compra ou pesquisa.

Para conquistar os consumidores, foi necessário realizar uma verdadeira repaginação das regras, e agora, os profissionais de marketing precisam se desdobrar para satisfazer a necessidade do consumidor e tornar suas marcas presentes e convenientes em todo o momento nessa jornada.

O mobile não é apenas um divisor de águas, como também um pré-requisito. Entender minuciosamente esse processo é algo essencial, pois as mudanças estratégicas que fizermos agora serão a base para o que virá no futuro.

Com a melhora constante do machine learning, a experiência do usuário fica cada vez mais sofisticada, portanto, as expectativas vão ficando mais e mais altas.

É a chegada da Era da Assistência, um tempo em que atrito será sinônimo de fracasso no marketing, e mensagens em massa serão completamente irrelevantes para o público.

Nesta nova era, está longe de ser suficiente apenas estar presente nos momentos que fazem a diferença para o público.

É preciso estar sempre um passo à frente dos consumidores e possuir total conhecimento sobre suas necessidades, mais até do que eles próprios.

Para obter sucesso, uma marca deverá mergulhar profundamente em seus clientes a cada interação, criar uma visão detalhada e com base em dados para de fato poder ajudá-los em sua jornada pessoal. Essa mentalidade de prestação de serviços é imprescindível para quem quiser obter a vitória.

E como criar uma estratégia de marketing inteligente que reconheça cada pessoa como um indivíduo próprio, e que ao mesmo tempo, possa se comunicar com toda a base? É exatamente o que os dados e o machine learning prometem, e são as ferramentas que nos ajudarão a chegar lá.

São necessárias algumas mudanças organizacionais. Conforme nos adaptamos a essas mudanças, são 3 as principais coisas nas quais devemos manter o foco:

- Otimizar o mobile: É preciso oferecer experiências rápidas, relevantes e convenientes. Criar bases para experiências mobile é imprescindível!

- Tirar o máximo de dados: Juntar um melhor entendimento dos consumidores à automação tornará possível escalar a personalização de mensagens e serviços. A habilidade de conectar dados internos com a execução de mídia será algo de suma importância para o sucesso de campanhas.

- Abraçar o conceito de assistência multicanal: As marcas que estiverem na liderança farão a conexão entre o online e o offline, oferecendo experiências sem atritos durante toda a jornada do consumidor.

Há muito trabalho a ser feito! E você, está pronto para essa viagem?